Na contramão do mundo

428300_135181976602522_100003321614189_155178_540433389_n Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele.              (1 Jo 2:15)

Andar na contramão significa estar em posição contrária ao convencionado. Nas leis de trânsito se você estiver transitando na contramão, pode acabar levando uma multa, perder pontos na carteira e ainda quem sabe na pior das hipóteses causar um acidente. Como nós podemos aplicar esse “andar na contramão” para a vida do cristão? Como será que podemos saber se estamos realmente vivendo na contramão do mundo? Vejamos três aspectos importantes sobre esse assunto ao qual estamos comentando:

- Quando andamos na contramão do mundo, somos na maioria das vezes, rejeitados pela sociedade.

Queridos e queridas, você considera pecado, em plena sexta feira após a faculdade sentar-se numa roda com alguns amigos e comemorar um aniversário? Ou quem sabe uma promoção de emprego? Tudo bem, ok, e se nessa sexta feira (lembrando que já é o sábado do Senhor, pois já se passou o pôr do sol), seus amigos colocarem cervejas, tequilas, caipirinhas e diversas outras bebidas alcoólicas? Quando o cristão decide servir a Cristo e negar ao mundo ele precisa também se abster de certos momentos considerados “prazerosos” pela sociedade. A partir do momento em que, quando você for chamado para uma ocasião dessas e negar o pedido uma, duas ou até quem sabe três vezes, pode ter certeza, que nunca mais você será chamado, ainda mais seus amigos sabendo que você é evangélico. Você com certeza deixará de ser chamado para as chopadas da vida, festinhas de fins de semana, boates, barzinhos e etc.  Essas são apenas algumas situações que o cristão passa, onde sua fidelidade a Cristo é posta em prova.

- Quando andamos na contramão do mundo, somos tentados a todo instante.

Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia! É assim que a palavra de Deus nos alerta na primeira carta de Paulo aos Coríntios 10:12. De repente, você vai a uma festa com seus amigos, lá você vê uma menina, bonita, inteligente, aquela que todo rapaz gostaria de sair. Coincidentemente ela também está de olho em você, no primeiro momento você não acredita, mas depois fica se achando “o cara” e vai lá falar com ela. Vocês conversam, se conhecem melhor e ali mesmo rola um beijo. Vocês decidem sair dali porque tem muita gente por perto e não dá para ficarem à vontade. Reparou só onde está o erro nisso tudo? Pra que você precisa sair de perto de todos? O que você irá fazer longe das pessoas que não consegue fazer a vista delas?  Em 1 Ts 5:22 a palavra de Deus nos adverte assim: Afastem-se de toda forma de mal! O cristão pode ir a uma festa, pode sim conhecer uma menina, mas é nesse momento em que ele precisa agir como um servo de Deus e fugir da aparência do mal. Existe um amigo meu que usa uma frase assim: Olhar não é pecar, o pecado é desejar! É exatamente isso que o inimigo faz conosco constantemente, ele maqueia toda forma de pecado e tenta nos cegar espiritualmente. A todo momento somos tentados, somos provados, mas devemos estar ligados com o Senhor e em sintonia com a sua palavra para que consigamos resistir a todo tipo de investida de Satanás.

- Quando andamos na contramão do mundo, seguimos o exemplo que Cristo nos deixou.

Cristo veio ao mundo em forma humana. Ele veio 100% Deus e 100% homem. Logo, ele passou por diversas situações que podem ser comparadas as nossas hoje. Ele encontrou dificuldade? Claro! Ele sofreu? Sim. Ele chorou? Evidente! Mas acima de todas as coisas, de todas as dificuldades e tormentos que ele encontrou, conseguiu vencer e glorificar a Deus Pai no final de tudo. Porque, tendo em vista o que ele mesmo sofreu quando tentado, ele é capaz de socorrer aqueles que também estão sendo tentados. (Hb 2:18). Cristo foi tentado, venceu a tentação com base na palavra de Deus e foi vitorioso! Nós também podemos vencer qualquer tipo de dificuldade se confiarmos no Senhor e seguirmos seu exemplo de fé, atitude e renuncia.

É complicado, é difícil, é tentador, mas não é impossível. Cristo nos ajuda sempre! Ele está sempre conosco, nos amparando, nos alertando nos lembrando a todo instante que ele morreu numa cruz por nossos pecados, pecados esses que não tinha obrigação de levar sobre si, mas por amor a nós foi sentenciado e castigado com tamanha punição e sofreu por amor de muitos. Andar na contramão do mundo é uma atitude louvável que o cristão deve ter. É apenas uma das coisas que Cristo nos pede. Quando andamos na contramão do mundo, somos mais que vencedores em Cristo Jesus e somos recompensados pela nossa fidelidade e amor ao nosso eterno Deus!

Por Diego Barros
IAP Piedade/RJ
Colaborador dos sites Da Promessa e IAP de Cacoal